MUJICA: Um novo perfil de liderança

José Mujica

Essa semana o Uruguai esteve na mira das principais mídias do mundo, o que levou aos holofotes uma personagem um tanto quanto interessante, o presidente José Alberto Mujica Cordano, conhecido popularmente como Pepe Mujica, sem dúvida um chefe de estado fora do convencional.

Essa não é uma biografia do atual presidente uruguaio e, sim, um texto sobre a mudança de perfil de pessoas que ocupam uma posição de poder. Entenda porque:

Pepe é um senhor simpático de 78 anos, que a primeira vista não deixa transparecer que já foi um forte militante contra a ditadura, tendo sido um guerreiro tupamaro* e ter permanecido preso por 14 anos. Nesses tempos, o presidente acreditava na violência como solução para os problemas de seu país. Diferente de muitos presidentes, ele não busca esbanjar status de poder nem carros de luxo utilizados pelo governo. Mujica dirige um antigo fusca azul e mora em uma pequena chácara próxima a Montevidéu. Pepe é casado há quase 40 anos com a também ex-militante Lucía Topolansky e recebe 12.500 dólares mensais por seu trabalho à frente do país, dos quais chega a doar 90% para ONGs e pessoas carentes. Do que resta (cerca de R$ 2.538,00 aproximadamente 970 €), consegue manter uma vida simples e sem luxos.

“Este dinheiro me basta, e tem que bastar porque há outros uruguaios que vivem com bem menos”

Nesta semana o Uruguai foi eleito pela revista “The Economist” como o “país do ano”. Muito disso deve-se ao Pepe, que incentivou diversas medidas transformadoras, tais como o casamento entre pessoas do mesmo sexo e uma lei para legalizar e regulamentar a produção, venda e consumo de cannabis.

Muitos comparam Mujica a Nelson Mandela, que faleceu recentemente e comoveu diversas nações ao redor do mundo com sua luta para mudanças na África do Sul. Isso deve-se muito pelo fato dos dois terem sido presos por seus ideais revolucionários. Mas, além disso, devemos ver o que tem em comum no perfil de ambos os presidentes em questão: a humildade e a simplicidade.

Tanto Mujica quanto Mandela são exemplos de humildade, desmistificando a imagem de poder inalcançável, autoritário e distante. Os dois eram próximos do povo, conheciam seu povo e, mais que isso, sabiam o que eles queriam.

Esse perfil de pessoas que pautam suas vidas na simplicidade mesmo ocupando cargos de grande poder, demonstra uma mudança na identidade distante dos líderes, e mais, permite a discussão acerca da necessidade de um líder estar próximo daqueles que ele gerencia. Esse pensamento pode ser aplicado a diversos aspectos.

Os líderes das grandes organizações poderiam levar essa ideia como um exemplo de gestão de maior proximidade e empatia. Um presidente que se coloca na mesma posição de seu povo e entende na pele as suas necessidades e suas angústias faz repensar a forma como os líderes agem diante de seus subordinados.

Um novo perfil de presidente, um novo perfil de gestão.

“As pessoas não compram com dinheiro, compram com o tempo que tiveram que gastar para ter esse dinheiro. Não se pode desperdiçar esse tempo, é preciso guardar algum tempo para a vida” – presidente Mujica à Agência Efe.

 
 
 
 
 
 
 
*O Movimento de Liberação Nacional – Tupamaros (MLN-T), ou simplesmente Tupamaros, foi uma organização de guerrilha urbanauruguaia, que operou nas décadas de 1960 e 1970, durante a ditadura civil-militar no Uruguai (1973-1985). O nome deriva da expressão pejorativa dos espanhóis, quando da dominação da Coroa Espanhola, para os seus insurgentes, ou mais provavelmente provem de Tupac Amaru I, cujo nome e história inspiraram o movimento revolucionário Tupamaro. 
Anúncios

Um comentário sobre “MUJICA: Um novo perfil de liderança

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s