“Ai que burro, dá zero para ele!”

Tudo começou com um vídeo publicado no site “Humor Paraíba”, em que o candidato a prefeito líder nas pesquisas em Campina Grande, Romero Rodrigues (PSDB), é chamado de burro numa montagem feita com o personagem Chaves, após trocar a palavra “Desenvolvimento” da sigla do Ideb (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica) por “Desempenho”.  Tudo isso no maior estilo “ai que burro, dá zero para ele”.

Por não comprar as dores do candidato, que exigiu que o Google retirasse o vídeo do ar, o diretor geral do Google no Brasil, Edmundo Luiz Pinto Balthazar, teve sua prisão decretada na última sexta-feira, 14, pelo  juiz eleitoral de Campina Grande (PB), Ruy Jander.

Segundo o Juiz, ”trata-se de crime descrito no artigo 347 do Código Eleitoral, que, enquanto não cumprida a ordem, permanece ocorrendo, razão pela qual determino a imediata prisão em flagrante do senhor Edmundo Luiz Pinto Balthazar”.

Em nota, o Google rebateu a sentença do Juiz e anunciou que irá recorrer na decisão. “O Google vem a público esclarecer que vai recorrer da decisão da Justiça Eleitoral do estado da Paraíba por entender que ela viola garantias fundamentais, tais quais a ampla defesa, o devido processo legal e a liberdade de expressão constitucionalmente assegurada a cada cidadão. O Google acredita que os eleitores têm direito a fazer uso da Internet para livremente manifestar suas opiniões a respeito de candidatos a cargos políticos, como forma de pleno exercício da Democracia, especialmente em períodos eleitorais. O Google não é o responsável pelo conteúdo publicado na Internet, mas oferece uma plataforma tecnológica sobre a qual milhões de pessoas criam e compartilham seus próprios conteúdos”.

Vemos aqui liberdade de expressão sendo censurada pelos pequenos e prepotentes poderes políticos de nosso país, onde aqueles que possuem mais poder cerceiam a mídia, seja a televisão, o rádio ou a internet, de acordo com seus interesses e seus egos partidários.

Será que, se o vídeo tivesse sido feito a partir de um erro da candidata da oposição, Tatiane Medeiros (PMDB), o candidato do PSDB não seria completamente contra à prisão de Edmundo Luiz Pinto Balthazar?

Isso, isso, isso…

Anúncios

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s